Arquivos setembro 2019

Pedagogia: quatro áreas que o profissional da área pode atuar

Pedagogia é a ciência dedicada à educação, em especial, em adequar um conteúdo informativo de acordo com as aptidões dos estudantes. O profissional que busca atuar nessa área deve, necessariamente, fazer o curso de licenciatura em Pedagogia.

O curso de licenciatura em Pedagogia é regulamentado pelo Ministério da Educação (MEC) que estabelece duração mínima de 3.200 horas, o que representa de 3 a 4 anos, inclusive o período de estágio obrigatório. O curso pode ser encontrado nas modalidades presencial, semipresencial e à distância. A maioria das disciplinas da licenciatura é da área de Ciências Humanas e, em grande parte, evidenciam métodos e novas tecnologias de ensino e práticas de administração e planejamento educacional.

O curso de Pedagogia está associado popularmente à atuação em salas de aula, porém há um vasto campo de trabalho. A seguir elencamos algumas áreas em que o pedagogo licenciado pode seguir carreira.

Escolas

O pedagogo tem uma forte atuação em salas de aula no papel de professor. Tem aptidão para lecionar para crianças desde a educação infantil, até as séries iniciais, passando inclusive, pela fase da alfabetização.

Pode trabalhar também, na educação de jovens e adultos. E nesta área está um desafio para o pedagogo, já que terá que readaptar as técnicas e métodos de ensino para atender esse diferente público. Outra alternativa de atuação de um pedagogo é na administração escolar, desempenhando funções de coordenação, direção e até de orientador educacional.

Empresas e Instituições sem fins lucrativos

Em empresas, o pedagogo pode atuar no desenvolvimento de habilidades e competências dos funcionários, no que envolve criatividade, trabalho em equipe, entre outras. Essas atividades visam melhorias no ambiente de trabalho que resultem em progresso no desempenho da empresa.

Em instituições sem fins lucrativos relacionadas à área da educação, o pedagogo pode coordenar projetos educacionais, estipulando os melhores métodos para a plena execução das atividades.

Educação especial

O profissional de Pedagogia pode desempenhar importante função na educação de portadores de necessidades especiais, por meio da aplicação de técnicas pedagógicas específicas para os diferentes tipos de deficiência. O ideal é que pedagogos desta área invistam em cursos de especialização para aperfeiçoarem seus métodos.

Pesquisa e tecnologia

A formação em Pedagogia possibilita atuar no ramo da pesquisa acadêmica. Explorar pesquisas em educação auxilia no desenvolvimento da profissão e na descoberta e estudo de novas metodologias educacionais, capazes de facilitar a assimilação de conteúdo dos estudantes.

Aliado a isso, o pedagogo pode contribuir na criação de programas e jogos que tenham como princípio a educação e o aprendizado.

Outras atuações

Psicopedagogia é um campo que une pedagogia e psicologia com o objetivo de identificar impasses no aprendizado de estudantes, para então, orientar quanto a adoção de diferentes práticas de ensino.

Nesse sentido, o profissional pode atuar em hospitais, instituições públicas e sem fins lucrativos, como também em consultórios particulares. O pedagogo pode trabalhar também em editoras, produzindo materiais didáticos voltados a crianças e adolescentes em fase escolar.

Gostou das possibilidades de atuação dos profissionais de Pedagogia? Então, entre no site da Universidade Paulista – Unip e conheça mais sobre esse e outros cursos.

Referências:

https://unip.br/Ead/ensino/semipresencial/pedagogia

9 áreas de atuação para quem se forma no curso de Pedagogia

https://www.catho.com.br/educacao/blog/quero-cursar-pedagogia-onde-posso-atuar/

Descubra quanto tempo dura o curso de Pedagogia


Tudo o que você precisa saber sobre o mercado de Educação Física

O Brasil ainda é um dos líderes mundiais de sedentarismo, mas está claro que cada vez mais pessoas estão despertando para a necessidade de adquirir saúde e bem-estar. Basta olhar ao seu redor a quantidade de gente frequentando academia, correndo na rua ou fazendo qualquer tipo de exercício. O que isso significa? Que essa tendência abre cada vez mais possibilidades para o profissional de Educação Física.

É justamente por estar tão conectada com a mudança de hábitos da população que esta área representa um enorme potencial para quem pretende cursá-la. Se você gosta deste nicho de esportes e saúde e quer ingressar em uma área com bastante emprego e áreas de atuação diversificadas, a Educação Física é o seu lugar.

Se você ainda estiver inseguro, não tem problema: neste artigo, você poderá conferir tudo o que precisa saber sobre o mercado de Educação Física.

Possibilidades diversas

Como supracitado, o grande barato da área de Educação Física é a possibilidade de trabalhar em diversos segmentos.

Além das academias, é possível atuar como professor de Educação Física no Ensino Fundamental/Médio ou fazer parte de clubes atléticos e assessorias esportivas. Para além, também é possível trabalhar em ambientes bem diferentes, como em empresas, através da ginástica laboral, ou de clínicas, a partir das avaliações físicas.

Profissionais de Educação Física também podem se especializar em esportes específicos, sejam eles individuais ou coletivos. Isso para não falar de outras tantas áreas, como crossfit, musculação, pilates, zumba, ioga e por aí vai.

Carreiras em alta

Entre as carreiras mais promissoras deste nicho, a de personal trainer naturalmente assume uma grande relevância. Este profissional atua principalmente nas academias, fazendo um trabalho personalizado de acordo com as necessidades de cada aluno.

Se você pretende ser personal trainer, tenha em mente que um trabalho multidisciplinar nesta área é indispensável. Portanto, conte com o apoio de profissionais como nutricionistas e fisioterapeutas através de parcerias.

Outra carreira em alta é na área de gestão, seja em uma academia ou mesmo em uma clínica. Naturalmente, esta posição é ocupada por profissionais que já possuem uma vivência maior na área.

Neste contexto, cada vez mais empreendedores estão prosperando com projetos voltados para esse segmento. Já pensou em abrir a sua própria academia?

Salários

Como estamos falando de áreas de atuação tão distintas, a remuneração costuma variar na mesma proporção.

De qualquer forma, é possível fazer uma estimativa. Profissionais no início de carreira costumam ganhar algo em torno de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil. Conforme ganham mais experiência, este salário pode chegar na área dos R$ 5 mil. Já aqueles que atingem uma maior reputação na área – algo que hoje em dia também é impulsionado pela imagem nas redes sociais – pode extrapolar tais valores com tranquilidade.

Sendo assim, a Educação Física definitivamente é uma área que pode oferecer um direcionamento voltado para as suas habilidades e preferências pessoais, impulsionando uma carreira de sucesso.

Gostou do artigo? Se você ficou convencido a seguir carreira na Educação Física, não perca tempo: matricule-se na Unip agora mesmo!


Como o mercado de trabalho está enxergando o ensino a distância atualmente?

O ensino a distância é uma boa oportunidade para os indivíduos que, entre outras razões, não têm tempo para se locomover até um centro de ensino presencial e se submeter ao cronograma tradicional de estudos. Assim, é possível concluir o nível superior ou iniciar uma especialização profissional de uma forma mais acessível e flexível.

O EaD é uma tendência global e deve se tornar cada vez mais frequente em todo o mundo, assim como as relações de trabalho, que ficarão mais flexíveis nas próximas décadas. De acordo com o Guia do Estudante, houve um crescimento significativo na demanda por cursos de graduação a distância no Brasil devido a fatores sociais e econômicos.

Por que a modalidade de ensino EaD cresceu nos últimos anos?

O acesso ao ensino superior pelos meios tradicionais, no Brasil, é bastante limitado para uma grande parcela da população. Desse modo, há uma elitização que exclui essa possibilidade para aqueles que moram longe dos centros urbanos, trabalham em período integral ou não tem recursos suficientes para arcar com as despesas necessárias para se manter na faculdade.

Logo, a possibilidade de estudar nas poucas horas livres sem que isso, contudo, interfira na rotina já estabelecida, por exemplo, atrai estudantes em busca de qualificação e crescimento profissional.

Além disso, esses fatores indicam os motivos do ensino a distância ter se tornado uma opção mais viável para muitas pessoas como também a mudança em relação a forma como essa modalidade de ensino é vista pelo mercado de trabalho em geral.

Quais são os diferenciais do profissional formado através do ensino a distância?

As características mais significativas que diferenciam o estudante EaD do presencial é que, no primeiro caso, existe a necessidade de desenvolver determinadas habilidades que são indispensáveis para que os estudos sejam aproveitados da melhor maneira.

A disciplina e organização, por exemplo, devem vir do próprio estudante, já que ele é o único responsável por conduzir os seus estudos e cumprir o cronograma. Não há, como na modalidade presencial, professores e colegas para chamar a sua atenção para o calendário de provas e atividades, por exemplo.

O mercado, na maior parte do tempo, reconhece esses atributos como diferenciais. Assim, o profissional formado através dessa modalidade apresenta algumas vantagens em organização, disciplina, autonomia e maior capacidade para resolver problemas.

Como o mercado de trabalho lida com o estudante EaD?

Apesar da mudança cultural em relação ao ensino a distância estar apenas iniciando e ter apresentado muitos avanços na última década, há muito para ser compreendido e reconhecido em relação aos benefícios desse tipo de aquisição de conhecimentos no Brasil.

Em países do exterior, como EUA, Canadá e Espanha – que iniciou a implementação dessa modalidade de ensino muito antes do Brasil – o profissional EaD formado não encontra mais dificuldades para se inserir no mercado do que aqueles formados em métodos tradicionais.

Entretanto, a transformação digital na educação, assim como em outros setores, é inevitável e não há como impedi-la no longo prazo. Desse modo, o mercado de trabalho se tornará cada vez mais aberto ao estudante EaD.

Você já aderiu à modalidade de ensino a distância? Tem alguma dúvida sobre como incluir esse tipo de estudo na sua rotina? Nós podemos te ajudar!